Notícias

OMS promove de 18 a 24 de novembro de 2020 a Semana global de consciencialização para o uso de antibióticos

 

 

Realizada anualmente no mês de novembro, a Semana global de consciencialização para o uso de antibióticos tem como objetivo aumentar a consciencialização sobre a resistência aos medicamentos antibióticos (AMR) e encorajar as melhores práticas entre o público em geral, profissionais de saúde e legisladores para impedir o surgimento e disseminação de infeções resistentes a medicamentos.

 

2020 11 17 WHO 1

 

À medida que a resistência aumenta a uma gama mais ampla de medicamentos, vai-se ampliando o foco da campanha. Assim, para 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu como lema da Semana global de consciencialização para o uso de antibióticos para o setor de saúde humana “Unidos para preservar os medicamentos antibióticos”.

Durante a semana (18 a 24 de novembro de 2020) serão debatidos vários temas, por exemplo, a necessidade de preservar medicamentos cruciais, que além dos antibióticos, inclui antivirais, antifúngicos e antiparasitários, essenciais para prevenir e tratar infeções em humanos, animais e plantas.

 

 

  • O que é resistência aos antibióticos?

Resistência aos antibióticos é a capacidade das bactérias de resistir aos efeitos da medicação utilizada de forma repetida ou indiscriminada para tratá-las, tornando as infeções comuns mais difíceis de tratar e aumentando o risco de propagação de doenças.

Muitos fatores podem acelerar a ameaça da resistência aos antibióticos em todo o mundo. O uso excessivo e incorreto de medicamentos em humanos, animais e agricultura, bem como o acesso precário a água potável, saneamento e higiene são alguns dos fatores potencializadores desta situação.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e seus parceiros, apelam ao engajamento de todos os setores da sociedade a se unirem em torno de uma agenda unificada e ousada para derrotar esta ameaça à saúde global e ao desenvolvimento.

 

 

  • O que pode ser feito?

A OMS lançou uma estratégia chamada “Uma Só Saúde” (One Health) para combater a resistência aos antibióticos em diversas frentes:

  • Os cuidados começam no campo, com acesso a água potável e saneamento básico para que microrganismos nocivos não estejam presentes no plantio e colheita, nem nas rações e animais. Evitando assim, o uso de medicamentos nesta fase que possam afetar o consumidor final.

 

  • As indústrias também devem ser responsáveis por seus dejetos para não contaminarem recursos naturais, como os rios. Assim, o lixo deve ter um destino correto.

 

  • O Governo, através de Entidades prestadores de serviços de saúde, deve assegurar a toda população o acesso aos serviços básicos de saúde, vacinas, diagnóstico precoce e medicamentos de forma segura.

 

  • O público em geral pode e deve fazer sua parte para evitar a resistência aos antibióticos, começando por não se automedicar, principalmente com este tipo de medicamento. Outra forma simples de proteção é cultivar o hábito de lavar as mãos, além de manter a higiene pessoal e salubridade do ambiente em que vive.

 

Resumindo, o combate a resistência aos antibióticos e a redução do seu impacto na saúde pública e na economia global requer o engajamento de toda a sociedade, pois a resistência a estes medicamentos pode afetar qualquer pessoa, em qualquer lugar.

 

2020 11 17 WHO 22020 11 17 WHO 3

 

 


Para mais informações: https://www.who.int/

Copyright © 2020 ERIS - Entidade Reguladora Independente da Saúde. Todos os direitos reservados.
Joomla! software livre. Licença GNU GPL.