A Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS) participou num conjunto de ações de formação no âmbito da implementação do projeto para a melhoria da competitividade da cadeia de valor da manga na Guiné-Bissau, enquadrados no Programa de Competitividade para a África Ocidental (Componente Guiné-Bissau) - WACOMP-GB.

Decorridas entre os dias os dias 28 de maio e 04 de junho de 2021, as ações de formação tiveram como principais destinatários os diferentes agentes ligados à produção primária, ao processamento e à garantia e gestão da segurança sanitária dos alimentos visando a aquisição e atualização de conhecimentos para a melhoria da eficácia e eficiência operacional das entidades ligadas a esses domínios, com especial destaque para as relacionadas com as cadeias de valor da manga, das pescas e da castanha de caju.

Além das instituições guineenses, participaram nas ações de formação, as entidades de outros países da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), nomeadamente, Cabo Verde, Senegal e Mali.

Os temas ministrados incidem sobre as “Boas práticas Agrícolas (GAP), Boa Práticas de Fabrico (GMP) e Boa Práticas de Higiene (GHP) na Cadeia de Valor da Manga” (28 de maio), as “Técnicas de conservação da manga e seus derivados e GLOBAL G.A.P” (02 de junho) e a “Gestão de Risco na Garantia da Segurança Sanitária” (04 de junho).

 

 


Para mais informações sobre o Programa de Competitividade para a África Ocidental - WACOMP, aceda: https://wacomp.projects.ecowas.int/?lang=pt-pt

Siga-nos