Assinalada anualmente a 14 de novembro, a celebração do Dia Mundial da Diabetes no triénio 2021-23 tem como lema “Acesso aos cuidados com a diabetes: se não for agora, quando?”.

Com o objetivo de aumentar a consciencialização sobre o impacto que a diabetes tem em todo o mundo e promover o investimento nos cuidados e prevenção, a celebração recorda que milhões de pessoas com diabetes em todo o mundo ainda não têm acesso aos cuidados necessários e que as pessoas com diabetes precisam de tratamento e apoio contínuos para controlar sua condição e evitar complicações.

A diabetes é uma doença não transmissível grave, potencialmente debilitante e com risco de morte, que pode ter um grande impacto nas pessoas e nas suas famílias, bem como nos sistemas de saúde e nas economias nacionais. Este é particularmente o caso em países de baixa e média renda, onde habitam quase quatro em cada cinco (79%) de todas as pessoas que vivem atualmente com diabetes.

Deste modo, a campanha de 2021-23 reforça que os componentes fundamentais do tratamento da diabetes incluem:

  • Acesso à insulina: 100 anos após sua descoberta, milhões de pessoas com diabetes ainda não tem acesso a insulina de que precisam.
  • Acesso a medicamentos orais: muitas pessoas com diabetes precisam de medicamentos orais para controlar sua condição, todavia, estes permanecem indisponíveis ou inacessíveis em muitos países de renda baixa e média.
  • Acesso ao automonitoramento: o monitoramento da glicose no sangue é um componente fundamental do tratamento da doença. Entretanto, muitas pessoas com diabetes ainda não têm acesso aos equipamentos e suprimentos de que precisam.
  • Acesso à educação e apoio psicológico: as pessoas que vivem com diabetes precisam de educação contínua para aprender a controlar sua condição.
  • Acesso a alimentos saudáveis ​​e um local seguro para se exercitar: Pessoas que vivem com ou sob risco de diabetes precisam ter acesso a alimentos saudáveis ​​e um local para se exercitar. Ambos são componentes fundamentais do cuidado e da prevenção da diabetes.

 

 


100 anos da descoberta da insulina

Em maio de 1921, os experimentos que culminariam na síntese da insulina comercialmente disponível começaram no Canadá e em 23 de janeiro do ano seguinte, a primeira injeção bem-sucedida de insulina foi administrada a uma pessoa com diabetes.

O centenário do desenvolvimento da insulina terapêutica por Frederick G. Banting e Charles H. Best, sob a supervisão de John JR Macleod e com a colaboração de James B. Collip é um marco de considerável importância para muitos na comunidade global de diabetes e um marco na história da medicina.

Embora os eventos históricos tenham salvado e melhorado a vida de milhões de pessoas que vivem com diabetes, é importante lembrar que a insulina ainda está fora do alcance de muitos que precisam dela e por esta razão, as ações para enfrentar a diabetes devem incluir o acesso a cuidados acessíveis e ininterruptos para todas as pessoas que vivem com diabetes, independentemente de onde vivam ou de suas circunstâncias económicas.

Siga-nos