O Dia Mundial da Segurança Sanitária de Alimentos foi instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas com o compromisso de fortalecer a segurança sanitária dos alimentos, a nível mundial.

A data, assinalada anualmente a 07 de junho, visa promover a consciencialização global daqueles que têm a responsabilidade partilhada de promover a segurança sanitária dos alimentos, ou seja, o governo, os operadores económicos e os consumidores, sublinhando o papel que cada um desempenha na prevenção, deteção e gestão de riscos transmitidos por alimentos.

 

 

SOBRE O TEMA 2022 - “Alimentos seguros, melhor saúde”

Em 2022, as celebrações decorrem sob o lema “Alimentos seguros, melhor saúde”, reforçando que a produção e o consumo de alimentos seguros são essenciais para a saúde e o bem-estar da população, sendo que só é possível aproveitar de todos os benefícios nutricionais e consequentes benefícios na saúde mental e social quando os alimentos ingeridos são seguros. 

Assim, durante as celebrações deste dia mundial, pretende-se apresentar o impacto de alimentos seguros na saúde e bem-estar, na perspetiva de que:

  • Se não é seguro, não é alimento - Não existe segurança alimentar sem segurança sanitária dos alimentos. Os alimentos seguros e nutritivos beneficiam o crescimento e o desenvolvimento infantil, pois melhoram o potencial físico e intelectual, bem como aumentam o desempenho escolar e a produtividade no trabalho na vida adulta. Também, a produção de alimentos seguros contribui para a redução das perdas e desperdício, beneficiando o planeta, a produtividade e a economia.

 

  • A segurança dos alimentos tem impacto direto na saúde - Os alimentos seguros permitem a absorção dos nutrientes, promovem o desenvolvimento humano e o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). A maioria das doenças transmitidas por alimentos podem ser evitadas através da manipulação adequada dos alimentos.

 

  • Todas as pessoas são gestores de riscos - Quando se trata de alimentos, todas as pessoas, famílias, comunidades, empresas e governos são responsáveis por escolhas saudáveis.

 

  • A segurança dos alimentos é baseada na ciência - A produção de alimentos seguros envolve a implementação de ferramentas, práticas de produção adequadas e outros conhecimentos científicos desenvolvidos por especialistas na matéria, como bromatologistas, microbiologistas, virologistas, veterinários etc. A implementação de boas-práticas de produção ao longo da cadeia de produção e comercialização fornecem aos consumidores a garantida que os alimentos são seguros.

 

  • O fortalecimento da cooperação melhora a segurança dos alimentos - A colaboração é essencial entre todos os setores, nas comunidades, nas empresas, nos governos e também entre países, para garantir a disponibilidade de alimentos seguros em todo o mundo de maneira sustentável agora e no futuro.

 

  • Investir na segurança dos alimentos hoje para colher recompensas futuras - A produção segura de alimentos melhora as oportunidades económicas, permitindo acesso ao mercado e aumento na produtividade.  Os alimentos não seguros ou contaminados causam rejeições comerciais, danos económicos, perda e desperdício de alimentos. Portanto, a aplicação de boas-práticas ao longo da cadeia de alimentos pode melhorar a sustentabilidade, minimizando os danos ambientais.

 

 


  •  Mensagem institucional da ERIS por ocasião do Dia Mundial da SSA:

 

Siga-nos